“Pintas”: Fique atento a esse sinal!


No #verão, com a maior intensidade de exposição ao sol, é fundamental observar atentamente os sinais que surgem na superfície da pele. Tomara que não seja nada sério, mas é muito importante não negligenciar qualquer “pinta”, mancha ou ferida que aparece no corpo, demorando para cicatrizar. A #pele é o maior órgão do corpo humano e o #Melanoma, o tipo de #câncer mais agressivo que existe. Porém, se diagnosticado em seu estágio inicial, as chances de cura da doença chegam a 90%.


Os registros do #INCA (Instituto Nacional do Câncer) revelam que o câncer de pele corresponde a 30% dos casos de tumores malignos no Brasil. É comum, por falta de informação, as pessoas não se preocuparem e muitas delas nem imaginam que o câncer de pele pode matar, principalmente porque é grande a sua capacidade de metástase.


Por isso, fique de olho a esses sinais e sintomas que surgirem na pele:

- Manchas que coçam, ardem, escamam e sangram.

- Sinais ou “pintas” que mudam de cor e de tamanho.

- Feridas que não cicatrizam por mais de quatro semanas.

- Mudanças na textura da pele.


Para facilitar o reconhecimento da doença em seu estágio inicial, existe a regra do ABCDE: Assimetria, Borda, Cor, Diâmetro, e Evolução.

- Assimetria: imagine uma divisão no meio da “pinta” e verifique se os dois lados são iguais. Se apresentarem diferenças deve ser investigado.

- Bordas irregulares: verifique se a borda está irregular, serrilhada, não uniforme.

- Cor: verifique se há várias cores misturadas em uma mesma “pinta” ou mancha.

- Diâmetro: veja se a “pinta” ou mancha está crescendo progressivamente.

- Evolução: Modificação das características das “pintas” ao longo do tempo

Confira nas imagens:














Alguns fatores de risco devem ser considerados:

- Exposição solar: Pessoas que tomaram muito sol ao longo da vida sem proteção têm risco aumentado. Quanto mais queimaduras solares a pessoa sofreu, maior é o risco de desenvolver câncer de pele.

- Características da pele: pele clara, olhos claros, com cabelos loiros ou ruivos; pele que sempre se queima e nunca bronzeia quando exposta ao sol; pessoas com muitas “pintas” espalhadas pelo corpo.

- Histórico pessoal: quem já teve um câncer de pele ou lesão pré-cancerosa anteriormente, têm mais chances de desenvolver um novo melanoma.

- Histórico familiar: o melanoma é mais comum em pessoas que têm antecedentes familiares da doença


A #prevenção é essencial para se proteger a pele do melanoma. Atente para essas dicas:

- Faça o autoexame regular da pele, com a ajuda de um espelho, e observe se há qualquer alteração.

- Evite a exposição excessiva ao sol das 10h às 16h.

- Aplique diariamente o protetor solar. Use produtos com proteção contra radiação UVA e UVB e que tenha, no mínimo, fator de proteção solar 30 (FPS 30). Faça aplicações a cada duas horas, caso esteja na piscina ou fazendo atividades ao ar livre.

- Mantenha bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

- Consuma alimentos saudáveis e ricos em vitaminas.

Para não ser pego de surpresa, consulte anualmente um dermatologista para uma investigação mais aprofundada na superfície da pele. Um exame clínico consegue identificar precocemente algum sinal maligno e proceder ao tratamento rapidamente.


Clínica L'Organi Medicina & Estética

📍Rua Antonio de Macedo Soares, 1760

#CampoBelo – São Paulo (estacionamento em frente)

(11) 95043-5522 (11) 5533-5522

5 visualizações

Agende sua consulta

  • Facebook - Otorrino Campo Belo
  • Instagram - Otorrino Campo Belo
logo whatsapp.png

R. Antônio de Macedo Soares, 1760

 Campo Belo - São Paulo - SP

Telefone: (11) 5533-5522

WhatsApp: (11) 95043-5522

Visite também nosso site de

Estética e Emagrecimento

Logo_LOrgani_estética.png

©Criado por naLATA.net