Você sente enjoo quando viaja? Saiba como driblar esse desconforto.


Você programou uma viagem de carro, ônibus, avião, ou navio e já começa a se preocupar com aquele desconfortável mal-estar durante o trajeto: enjoo, tontura, sudorese, salivação excessiva, refluxo, dor de cabeça, entre outros sintomas. Ler e mexer no celular durante o percurso? Nem pensar! Na certa, terá náusea, tontura e até vômito. Saiba que você não está só. Muitas pessoas, independente da idade, sofrem dessa doença que na medicina tem o nome de Cinetose, popularmente conhecida como “Doença do Movimento”.


A explicação é simples. É como se fosse um conflito de informações, pois o corpo está parado, mas o ambiente externo está em movimento. Essa perturbação pode afetar o equilíbrio corporal. E quem já sofre com enxaqueca e labirintite, o problema costuma se acentuar ainda mais.

Porém há várias dicas para evitar esse transtorno durante a viagem. Veja as recomendações médicas para quem tem Cinetose:


- Se você for o condutor do veículo, melhor, pois assume o controle da situação. Se for o passageiro, procure sentar no banco da frente e incline levemente o assento.


- Deixe o interior do carro bem arejado, na temperatura em que o corpo se sinta confortável.


- Olhe para o horizonte. Não foque nas paisagens muito próximas ao veículo.


- No metrô, sente-se nas poltronas que seguem o movimento do trem. Aquelas que ficam de costa, podem causar mal-estar.


- Evite mexer no celular e ler enquanto o veículo está em movimento.


- Se estiver no ônibus, procure os assentos localizados no meio do veículo. Se ficar na posição em cima das rodas, vai sentir muito mais os solavancos, piorando a situação.


- Se for usar taxi, converse com o motorista para não ele não correr, não fazer curvas tão rapidamente e não frear bruscamente.


- Em percursos mais longos, evite alimentos pesados e bebidas alcoólicas algumas horas que antecedem a viagem. Consuma alimentos mais leves, bolachas e chás.


- Faça respirações profundas, pois ajuda a relaxar.


No entanto, se o trajeto for longo, convém buscar ajuda médica. Procure um otorrinolaringologista que irá prescrever o medicamento apropriado para que a viagem se torne tranquila e sem incômodo.


E lembre-se: este desconforto pode durar até mesmo após a interrupção da viagem, por mais alguns dias. É normal. Por isso, mantenha o tratamento e as orientações médicas até se sentir melhor.


Siga essas recomendações e... Boa Viagem!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo