31 de Maio, Dia Mundial Sem Tabaco


Este ano o Dia Mundial sem Tabaco terá um motivo a mais para se refletir sobre os males provocados pelo tabagismo: o enfrentamento ao COVID 19. Pessoas que fumam e são contaminadas com o Coronavírus podem apresentar riscos muito maiores de complicações pulmonares, agravando as suas condições respiratórias. Além disso, o contato direto e frequente do cigarro com a boca é um grande facilitador para a entrada do vírus no organismo.

O tabagismo é uma doença crônica originada pela dependência da nicotina – substância tóxica presente no tabaco – levando a óbito cerca de 8 milhões de pessoas no mundo, a cada ano, de acordo com dados recentes da OPA (Organização Panamericana de Saúde). Só no Brasil, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), estima-se que haja 20 milhões de fumantes (o equivalente ao dobro da população de Portugal).

O vício do tabaco prejudica muito os mecanismos de defesa do organismo, deixando os fumantes mais vulneráveis a contrair infecções por vírus, bactérias e fungos (sinusite, pneumonia, tuberculose). Os problemas cardiovasculares, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), câncer de pulmão, faringe e boca formam uma triste realidade, cujas principais causas estão estritamente relacionadas ao uso do tabaco.

Importante ressaltar que a exposição à fumaça do tabaco debilita também os que não fumam, caso convivam no mesmo ambiente que fumantes. São os “fumantes passivos”, que involuntariamente inalam essa fumaça nociva do cigarro, charuto, cigarrilhas, cachimbo, narguilé, podendo desencadear crises de rinite, asma, tosse, conjuntivite e outras reações alérgicas. Nessa pandemia, com o distanciamento social e as recomendações para ficar em casa, somando-se às baixas temperaturas e ao tempo seco, é preciso muito cuidado para não comprometer ainda mais a saúde dos familiares, principalmente crianças, idosos e grávidas.

O Dia Mundial Sem Tabaco, 31 de maio, foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) visando alertar sobre as enfermidades ocasionadas pelo tabagismo. No Brasil, o INCA é o órgão responsável por desenvolver e divulgar as ações pertinentes à data. Diante disso, elaborou algumas dicas e orientações para quem deseja parar de fumar. Vá em frente!

- Marque uma data - ainda esta semana - para deixar de fumar.

- Enquanto não chega o dia que você marcou, reduza o número de cigarros diariamente, começando pelo adiamento do primeiro cigarro do dia.

- Não fume logo depois do café da manhã, do almoço, do lanche e do jantar. Essas medidas ajudam a diminuir o número de cigarros e vão preparando seu corpo para o dia da parada.

- Um dia antes da data que marcou para deixar de fumar, quando for dormir, molhe com água todos os cigarros que sobraram no maço e jogue-os no lixo.

- Não deixe nenhum cigarro para o dia seguinte porque, se tiver vontade de fumar e não tiver cigarros em casa, você terá mais sucesso, pois não sairá para comprar, já que não se deve sair à rua devido ao risco da contaminação pelo Coronavírus.

- Se der vontade de fumar, lembre-se que “A VONTADE DE FUMAR SÓ DURA CINCO MINUTOS”. Para se distrair nesses cinco minutos, ligue a televisão, tome um banho, coma uma fruta, faça um exercício respiratório... Enfim, faça alguma atividade para esse tempo passar.

- Lembre-se de que essa vontade de fumar irá diminuir à medida que os dias forem passando.

Tenha paciência. Persevere.Você consegue!

4 visualizações

Agende sua consulta

  • Facebook - Otorrino Campo Belo
  • Instagram - Otorrino Campo Belo
logo whatsapp.png

R. Antônio de Macedo Soares, 1760

 Campo Belo - São Paulo - SP

Telefone: (11) 5533-5522

WhatsApp: (11) 95043-5522

Visite também nosso site de

Estética e Emagrecimento

Logo_LOrgani_estética.png

©Criado por naLATA.net