Você respira bem?




Inspire... e expire. Como está a qualidade de sua respiração nasal? Percebe que está respirando pela boca, pois o nariz insiste em ficar congestionado? Já observou se uma de suas narinas é mais estreita do que a outra? Durante o sono, sua respiração é ruidosa? Se você se encaixa em alguma dessas situações, é recomendado consultar um otorrinolaringologista para um diagnóstico mais preciso. Talvez você tenha um desvio de septo prejudicando a sua respiração.


O septo nasal é uma estrutura rígida, composta por uma parte óssea (atrás) e uma cartilagem (na frente), que separa, igualmente, as duas cavidades do nariz. Quando ocorre o desvio de septo, o eixo se descentraliza, pendendo para um dos lados. Essa assimetria, dependendo do grau – às vezes ocasiona dores de cabeça, sinusite e até compromete a estética- deve ser corrigida por meio cirúrgico (septoplastia), com melhoras consideráveis.


Em geral, o desvio de septo é causado por traumas, fraturas ou lesões na região do nariz, ou também ocorre naturalmente, com o crescimento ósseo. Se não tratado, pode se acentuar com o passar do tempo. Porém, nem todos os pacientes têm indicação cirúrgica. Neste caso, os tratamentos rotineiros são à base de descongestionantes, anti-histamínicos e aplicação de soro fisiológico nas narinas para evitar o ressecamento e eventuais sangramentos.


O pós-operatório costuma ser tranquilo, com algumas orientações: não assoar o nariz nos primeiros dias a fim de não afetar a cicatrização; dormir com a cabeça mais elevada nos dois dias seguintes à cirurgia; ingerir alimentos mais pastosos nos três primeiros dias para não forçar a mastigação; evitar esforço físico por aproximadamente duas semanas; e não viajar de avião no primeiro mês.


Cuide de sua respiração. Afinal, respirar bem, sem obstrução, é um alívio para o estresse, a ansiedade, a insônia e melhora a sua qualidade de vida!


19 visualizações0 comentário