Vacina contra a Covid -19 Tire suas dúvidas.


Com o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, muitas dúvidas surgem sobre quem pode se vacinar, quais as precauções, quando adiar, qual vacina tomar... e tantas outras indagações sobre os imunizantes estão na pauta do dia. Por enquanto, duas vacinas foram aprovadas pela Anvisa no país: a CoronaVac (do Instituto Butantan/Laboratório chinês Sinovac, com índices de eficácia de 50,38%) e a AstraZeneca (da Universidade de Oxford/Fiocruz, com eficácia de 70,4%). Ambas, portanto, são seguras e com resultados significativos de imunização, o que traz para a população uma nova esperança de dias melhores, depois de uma pandemia que já dura quase um ano.


Confira as principais dúvidas que cercam o esquema de vacinação contra a Covid -19 e não deixe de se vacinar quando chegar a sua vez (acompanhe e respeite o calendário de vacinação do seu Estado).


- Quem pode receber a vacina?

Toda a população deve ser vacinada. Na primeira etapa, foram selecionados os profissionais de saúde que atendem da linha de frente da Covid-19; idosos com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência; pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, que vivem em residências inclusivas; e comunidades indígenas. Nos próximos meses, deverão ser observados o cronograma de datas e suas respectivas faixas etárias.


- Os asmáticos, diabéticos, hipertensos, cardiopatas, portadores de doenças autoimunes e de doenças neurológicas e psiquiátricas podem ser vacinados?

Sim. Desde que no dia da vacinação apresentem o quadro médico sob controle e não estejam em crise ou surto de sua doença.


- Se estou com Covid ou com suspeita, devo me vacinar?

Sim, porém aguarde quatro semanas para ser vacinado. Até porque, com os sintomas da doença não se deve sair de casa, com o risco de contaminar outras pessoas.

- Como saber se tenho alguma alergia aos componentes da vacina?

Se você já apresentou algum tipo de manifestação alérgica ao tomar outras vacinas (choque anafilático, perda de consciência, falta de ar, descontrole na pressão arterial, urticária ou outra reação) é importante avisar a equipe do local onde vai ser vacinado sobre o seu histórico. Por isso, após receber a vacina, aguarde pelo menos meia hora antes de voltar pra casa, caso necessite de socorro emergencial. A vacina do Instituto Butantan tem como componentes o hidróxido de alumínio, hidrogenofosfato dissódico, di-hidrogenofosfato de sódio, cloreto de sódio e hidróxido de sódio. A vacina da AstraZeneca inclui cloridrato de L-histidina monoidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, polissorbato 80, etanol, sacarose, cloreto de sódio e edetato dissódico di-hidratado (EDTA). Se houver alguma reação ao tomar a primeira dose, a segunda dose não deve ser aplicada.


- Quando devo adiar a vacinação?

Se apresentar febre acima de 37,5º.C, é recomendado adiar. Caso esteja fazendo algum tipo de tratamento com o uso de antibióticos, corticoides, e se estiver grávida ou amamentando, converse com o seu médico e peça orientação.


- Posso escolher a vacina que vou tomar, se a CoronaVac ou a da AstraZeneca?

Não. Os lotes das vacinas estão sendo distribuídos nos Estados e não há como escolher entre um laboratório e outro.


Devo tomar as duas doses do mesmo laboratório ou posso tomar a primeira dose de um fabricante e a segunda de outro?

É muito importante completar o esquema vacinal (duas doses) com a mesma vacina, ou seja, do mesmo fabricante.


- Já tive Covid meses atrás. Devo ser vacinado ou já estou imune?

Sim, deve ser vacinado independente de já ter sido contaminado. Ainda não se sabe com precisão se o sistema imunológico da pessoa que teve Covid desenvolveu uma memória imunológica duradoura para proteger de novas infecções. A vacina certamente garantirá uma resposta mais efetiva no combate ao Coronavírus, reforçando a imunidade.


- Após tomar a vacina posso ter algum desconforto?

É comum o local da aplicação ficar um pouco dolorido. Febre baixa e dor de cabeça leve também podem ocorrer, mas logo se amenizam e não deve ser motivo de preocupação.


- Quanto tempo demora para a vacina começar a fazer efeito?

Quatro semanas após a aplicação da segunda dose já se pode obter uma resposta satisfatória nas defesas imunológicas do organismo. Antes disso, se houver contaminação, ela será mais branda, sem necessidade de internação.


- Crianças e menores de 18 anos serão vacinados?

Por enquanto ainda não, pois esse grupo não é considerado prioritário e se contraírem a doença, os sintomas serão leves.


- Qual documento devo levar quando for me vacinar?

Leve o cartão do SUS, caso tenha, ou um documento que comprove a sua idade.


- Agora que tomei a vacina, posso abandonar a máscara, ir a festas e abraçar as pessoas?

Ainda não. É necessário que mais de 70% da população seja vacinada para alcançar a chamada imunidade de rebanho. Enquanto não se atingir esse índice, ainda há possibilidade de infecção, mesmo que de forma leve e não letal. Por isso é fundamental manter as medidas protetivas com o uso de máscara, higienização das mãos com álcool gel 70%, distanciamento de 1,5m das pessoas e evitar aglomerações.

Vacine-se. As vacinas salvam vidas!

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo